28 abril 2011

ARTE DEVE OFENDER AUTISTAS, TUDO E TODOS

Dos mais de mil acessos que tive com o artigo sobre o humor ofensivo aos autistas, recebi de uma pessoa que se assina JRP o comentário raivoso e ofensivo abaixo, que divulgo não só para dar um pouco de fama ao anonimato deste cidadão equivocado, como para demonstrar que o fascismo , a intolerância e a agressividade estão presentes sobretudo naqueles que mais à “esquerda e revolucionários” desejam ser. Divulgo também por ser uma forma de continuar e estender esta discussão que tanto interesse despertou.

"Nem fodendo que você está certo.
Pois você parte do princípio de "preocupar-se com as massas", ou então o tal do "respeito".
Puta que pariu!
Humor não tem respeito!
Humor não tem preocupação!
ARTE não tem disso.
Arte é esporro na cara, é chute no saco, é fúria, é ódio, desprezo e afronta.
Quando você contém a Arte, ela vira um Zorra Total, uma coisa que serve aos interesses castradores da sociedade.
O Humor não impõem nada, quem impõem é a mídia, os interesses comerciais, as forças que manipulam o seu querido país.
A MTV faz um trabalho de vanguarda porque explora o Humor na sua essência mais básica: a ofensa.
pois TODA piada é uma ofensa e o Humor se baseia na ofensa.
Como é que se pode avançar no Humor se não se pode ofender?
Sem ofença não há humor.
Portanto, o Humor passa ao largo pois é Arte e, portanto, Arte não é pra te agradar ou pra ser comedida.
Arte é pra ofender mesmo pois se não ofender, não faz as pessoas pensarem.
E sim, você está sendo moralista pra caralho mas é covarde e hipócrita demais pra perceber isso.
Acorda e vai dormir!
JRP"
Sem responder ás grosseiras “ofenças” pessoais desferidas, devo então questionar se Bach, Beethoven, Miró, Picasso, Gauguin, Villa Lobos, Shakespeare, Nara, Toquinho, Vinicius, Tom Jobim, Pablo Casals, Neruda. Saramago, Arrelia, Michelangelo,Chico Anysio, Oscarito e tantos outros,  fizeram da arte “ esporro na cara, chute no saco, fúria, ódio, desprezo e afronta”.?

Prezado anônimo JPR: ofensa é sim agressão, é raiva, chute na cara, esporro... como você "impõem" e diz. Já o humor é amor, alegria, ternura, compreensão e  tolerância. É re/conhecer no outro a nossa própria humanidade e pelo humor buscar a palavra “absolvição”.

O humor baseia-se na capacidade crítica que temos como seres humanos, e quanto mais cultural somos ,mais refinados e mais críticos seremos no humor.

Arte é dom, relação com a divindade, busca e revelação da inspiração da alma. Enleva e alegra a todos. Nos aproxima da essência sobrenatural do mistério humano.

Brecht fazia uma arte para pensar,sem precisar ofender, chutar, esporrar, agredir.
O humor consola os tristes e deprimidos, as almas penadas e penosas. Neste ponto o humor, como um Pronto Socorro, não discute nem aprofunda temas, serve como consolo imediato. Como Consolador. A mesma função dada a ele pelo Cristo no Evangelho.

E de um Espírito Santo, de um Espírito Sadio, não podem frutificar chutes no saco esporros , porradas na cara, etc. etc. Estas coisas podem sair de espíritos imundos, de personalidades confusas, de identidades neuróticas, de cidadãos que ainda vivem a violência como valor humano.

O grande valor humano a ser cultivado  é e será sempre a busca do amor e da alegria, da felicidade.

Agredir autistas, mulheres, idosos, e deficientes faz pensar em quê? Leva alegria a quem? Autoriza o ser humano no que ele tem de melhor ou de pior? Quem é covarde? O que defende o respeito aos que não podem se defender, ou os que agridem os indefesos e puros de espírito?Nazistas ofenderam autistas, anões,crianças, homossexuais,  idosos, etnias... e levaram a pensar o quê? Que a violência e as ofensas pertencem ás bestas, aos animais irracionais.

Grato, leviatã, por ter levantado esta bola e me permitido discorrer mais sobre o tema,  antes de ir dormir, com muito amor e bom humor.

"Mexeu com autista mexeu comigo"




O PRÍNCIPE WILLIAM E O "PINTO" DE OURO


Eu não estava entendendo em toda a profundidade este casamento sacal e medieval que a Inglaterra está promovendo.
Até que me detive um pouco  mais para entender o assunto.
O Príncipe William vale , com este casamento, muito mais que seu peso em ouro.
Entre vendas de souvenirs, gastos de turistas, e transmissões jornalísticas etc.etc. a velha ilha vai faturar mais de três bilhões de reais .
Além da grana que entra, a Monarquia fatura também seu revigoramento, chamando a atenção sobre si me sua “importância”.
Penso que o “pinto” deste Príncipe deve ter sido preservado em banho de ouro até esta data.
Isso é que é uma f...valorizada. kiakiakia

27 abril 2011

FUNDIR OS "FUNDIDOS" :OPOSIÇÃO FAZ FALTA AO PAÍS

Anunciada,  e depois desmentida, a fusão de PSDB e DEM se ocorrer será como já correu pelo twitter: a fusão de dois “fundidos”.

No passar destes anos a Oposição ao Governo perdeu não só o contato com o povo, perdeu também seu discurso e não encontrou nenhum outro.

PSDB, DEM e PPS hoje não se distinguem um do outro. Poderiam os três fundir-se com o Partido novo do Kassab que ficaria tudo na mesma.

Por não ter mais contato com o povo e nem discurso, a Oposição na última eleição transformou-se apenas numa cantilena udenista de enxovalhos e denúncias raivosas contra o Governo e sua candidata.

Incapaz de eleger até seu próprio filho vereador em Pernambuco , o outrora brilhante e vitorioso Roberto Freire limitou-se  a mendigar votos no curral de Alckmin em São Paulo para eleger-se com minguados 100.000 votos ideológicos(?) de uma herança de milhões que havia herdado do PCB.

Serra e os demais do PSD, juntos com os do DEM, e somados ao PPS de Freire e Jungman, limitaram-se portanto aos golpes baixos, às bolinhas de papel, aos factóides para conseguir se firmar no cenário eleitoral.

Hoje, a Oposição é minoria ínfima e desarticulada, rachada, e desnorteada no Congresso e no País.

Isso é ruim. Muito ruim.

Há a necessidade de uma Oposição. Nenhum Governo, mesmo o que a gente apóia, mesmo o que seja honesto e legítimo, deve viver sem críticas ou oposição.

Este papel os partidos acima citados não souberam e ainda não sabem representar com lisura e retidão.

Tentaram ganhar , como já disse, na base da antiga UDN no que ela possuía de pior: o golpismo e as denúncias terroristas.

Espero que surja, para o bem do Governo e do Brasil uma oposição séria e profunda, e não este arremedo que tentaram construir sobre bases neo-nazistas, eclesiásticas, e fascistas nas eleições passadas.

AUTISTAS TEM HUMOR SEM LIMITES

O acessadíssimo Rafinha Bastos outro dia em entrevista, diante de sua generosa juventude, afirmou que o humor não deve ter limites.

Por acreditá-lo equivocado é que nomeei aqui a  sua “generosa juventude”.

É próprio dos jovens , no seu afã de vanguarda e rompimento de convenções manifestar arroubos “revolucionários” como este do Rafinha.

Foi esta perda de limites que levou Marcelo Adnet, outro acessadíssimo da nova geração, a criar de forma infeliz “A Casa dos Autistas”, que lhe custou manifestações de protesto as mais variadas dos mais diversos segmentos da sociedade em defesa dos autistas, e exigindo respeito aos mesmos. A própria MTV concordou que o programa abusou dos limites do respeito ao próximo.

Num outro dia, “comediantes”  jogaram baratas vivas sobre uma senhora. Chamam isto de humor. Outro dia mais e  feriram com graves ofensas a grande Laura Cardoso, que se não por ser uma grande artista, merece ao menos respeito por sua idade.

Sem formação acadêmica, oriundos de mesas ou palcos de bar, cantinas de escolas, e esquinas de subúrbio, ou até de redações de jornais, os novos “comediantes” em sua maioria, confundem o escroto com humor, a humilhação com graça, e  a ofensa pessoal com comédia.

Não busco, e nem admito moralismo ou éticas politicamente corretas para o humor. A função do humor é mesmo ser corrosiva, crítica...ridendo castigat mores... mas “castigat mores” ou seja: os costumes, o modo de vida, a sociedade, não as pessoas.

A essência da formação do comediante, que tem sua origem no palhaço de circo, está na elegância com que desenvolve e apresenta sua arte, levando-nos a rir das situações mais absurdas e grotescas como se naturais fossem.

Sómente uma sociedade doente, uma sociedade  perversa e pervertida, pode rir da desgraça e da escrotidão apresentadas de forma tão cruel.

E porque estes elementos encontram público para suas grosserias a que chamam “humor”?

Porque chegou ao mercado nas últimas décadas uma grande quantidade de massa sem ética e estética em suas origens, que foi pelo neoliberalismo da política economica guindada à condição de “classe média” e portanto consumidora de conteúdos de lazer e de diversão.

Esta massa aporta  sem nenhuma origem cultural que não seja a do lumpesinato.

E impõe uma nova cultura à sociedade, nesta nova cultura insere-se o humor “sem limites” já que estes novos migrantes jamais foram  respeitados em seus limites quando excluídos e portanto desconhecem ainda hoje estes limites .

Sobre este público apoia-se grande parte dos novos “comediantes”.

Até quando conviveremos com isso não sei dizer. Quando se dará novo salto de qualidade e que salto será este? Porque pode piorar.kiakiakia

NADA JUSTIFICA ASSASSINATOS NA SÍRIA

O Poder é igual em todo o lugar.

 Para mantê-lo os ditadores e poderosos usam dos mesmos meios em todos os lugares.

Nada justifica a matança de centenas de civis sírios por parte do Ditador Assad. A única justificativa é a sua manutenção no Poder a qualquer custo. A perpetuação do  Estado de Emergência em que a Síria vive mergulhada há décadas, e a continuidade desta família no Poder. Antes o pai, agora o filho.

Nenhum democrata, nenhum socialista ou comunista, a pretexto de que a Síria tem um governo de “esquerda” pode compactuar com essa tragédia em que seu povo está enredado.

O que deve caracterizar sempre uma posição de esquerda é a luta pela democracia, pela liberdade e a preservação dos valores humanistas.

Qualquer coisa fora disto é fascismo, crime contra a humanidade, assassinatos e torturas.

24 abril 2011

BOMBA RE/VELA TORTURADOR


Ao ler hoje reportagem de “O Globo” sobre a agenda encontrada com o terrorista do Rio Centro, deparo-me com o nome do detetive Boneschi.
Quando fui detido em agosto de 1964, como consta no meu processo de anistia, tive como interrogadores os detetives Solimar e Boneschi. O primeiro assemelhava-se a um rato: olhos miudos por tras de lentes grossas, de pequena estatura e agir meticuloso e prudente.
O segundo, o Boneschi, alto, grande, forte e truculento ja de aparencia.
Durante o interrogatorio adentraram `a  sala onde estava, o cenografo Leo de Oliveira , completamente massacrado. Seu rosto era uma posta de sangue, seus nolhos mal se viam , devido ao inchaco das palpebras. Visivelmente torturado,
Queriam que eu o reconhecesse e vice-versa. Negamos. Leo me deveu a vida – se e que posso dizer isto.
Porque ninguem sabia que ele havia sido preso, e ao sair do DOPS, anunciei aos 4 ventos, e isto o livrou de ser “desaparecido”.
Hoje, nesta ascoa, neste Domingo da Ressurreicao, volta a mim o nome Jose Paulo Boneschi.
Triste memoria.
Se estiver vivo, coisa que espero com fe, ele deve estar hoje com mais de oitenta abos.
Que viva muiito para ser sempre lembrado do que fez.

18 abril 2011

PENSAMENTO DE DRUMMOND 18/04

VONTADE
"Minha vontade é forte, porém minha disposição de obedecer-lhe é fraca."

SERVE PRO MANHATTAN CONNECTION

Serve pra mim, pra todos, mas neste momento em especial para o Caio Blinder que chamou a rainha da Jordânia de prinha, e outras orientais de rameiras. kiakiakia
“Que sua linguagem seja sempre amável, oportuno,respondendo como convém”
Colossenses 5,6

16 abril 2011

PENSAMENTO DE DRUMMOND 16/04


VIOLENCIA 

A violência não prova nada. Mas é que ela não quer provar nada mesmo.

PENSAMENTO DE DRUMMOND 15/04

ADMIRAÇÃO


                      Ás vezes sou tentado a me admirar, e isso me causa a maior admiração.

15 abril 2011

REPUBLICANDO PAULO HENRIQUE AMORIM

No Maracanã, tudo bem. Se o jn concordar
No jornal nacional de hoje (é caixa baixa, mesmo, revisor) há extensa reportagem sobre o fracasso da Copa no Brasil.

Trata de uma pesquisa do IPEA que localiza atraso em 10 dos 13 aeroportos de cidades que serão sede de jogos da Copa.

O IPEA é sério.

O jn, não.

Não ouve o “outro lado”, como diz a Folha (*), especialista em falsas equivalências, como diz o Paul Krugman.

A Infraero, responsável pelas obras não fala.

O Ministro dos Transportes não fala.

A agência designada para coordenar as obras da Copa não fala.

Só quem fala são o jn e o técnico do IPEA, que entende muito do que acontece hoje, mas não sabe avaliar o que vai acontecer na Copa.

O site Amigos do Presidente Lula revela que o programa do PSDB no horário eleitoral vai atacar o Governo com o atraso das obras nos aeroportos.

Essa é a batalha anunciada.

O PiG (**) e a Oposição (eles são como a corda e a caçamba) vão dizer que a Copa é um fracasso.

Não importa o que acontecer.

De futebol todo brasileiro entende.

É uma aposta alta.

Derrotar a Dilma em 2014 com finger de aeroporto é um desafio para quem quer que o pobre exploda.

Mas, é uma aposta que pode render frutos.

Com o apoio do PiG (**).

Como foi no “caosaéreo”, quando PiG (**) demonstrou que o Lula não ligou o transponder do Legacy e não puxou o freio do Airbus da TAM, em Congonhas.

A oposição não tem o que dizer.

Tem que apostar no fracasso.

No quanto pior, melhor.

É do jogo.

A JK de saias que bote a rapaziada para trabalhar.

Quem manda não ter uma Ley de Medios, para botar a Infraero e o Ministro dos Transportes para falar !
Clique aqui para ler “Parlamentares do PSOL defendem a Ley de Medios – e o PT ? E o PC do B? E o PSB ? Cadê a base do Governo ? Têm medo da Globo ?”
Em tempo: às 21h30 desta quinta-feira o PSDB deu sequência à reportagem do jornal nacional. Um comercial de televisão, localizado num aeroporto, mostra um jovem a dizer que os aeroportos da Copa estão todos atrasados e ninguém faz nada. Casal 45 e partido 45, tudo a ver!

14 abril 2011

CONHEÇA O ÍCONE DO "MEIA HORA DE RABO ON LINE"

Criação dos compas Ivan Pantaleão e  Davi Sales, em homenagem a mim e ao Zé de Abreu, passa a substituir o porquinho, do passado 'OBSERVATÓRIO DO PIG"

PENSAMENTO DE DRUMMOND 14/04

Às vezes, o voto, arma do cidadão, dispara contra ele.

13 abril 2011

PENSAMENTO DE DRUMMOND 13/04

Adão foi o primeiro espoliado. E no próprio corpo.

COMISSÃO DA VERDADE, JÁ

"Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertará".  Jo. 8.32

Observando a novela “Amor e Revolução” do SBT, e ouvindo os depoimentos ao final, fica muito claro para mim, e já estava antes, a necessidade da instalção de uma Comissão da Verdade.
Não com o sentido de vingança e perseguição, mas com o sentido de purgação, conhecimento e autorias.
A Lei de Anistia promulgada foi o que era possível políticamente à época, mas o País mudou, a Nação amdureceu e as forças políticas e eeconômicas são outras.
A Lei de Anistia ainda vale, mas não impede a instalção de uma Comissão da Verdade, para que nossa memória saiba de fato o que aconteceu nesta Nação , saiba das arbitrariedades anticonstitucionais e antihumanas paticadas por quem deveria por ser autoridade constituída defender tanto a constituição quanto os cidadãos.
Por tudo isso e muito mais: Comissão da Verdade Já.

12 abril 2011

FAZER RIR OU FAZER CHORAR?


O QUE É MAIS DIFÍCIL ?

Equivocada pergunta que me fazem sempre.
O antônimo do Riso não é o Choro.
É a Culpa.
É a angústia do pecado no por/vir. É  a poderosa ameaça que faço ao meu Próximo,  `a alma infantil do meu  Outro, torturando-o com a idéa de que um castigo medonho , como ele nunca provou – pura fantasia – desabará sobre ele como a mão de um deus punitivo, irado  e exigente: Jehová, desconhecendo o Cristo de amor e bondade, ou o Buda farto e pacifica/dor.
Tolher o riso no outro é simples: faça-o mergulhar no mais profundo das suas trevas primais; acena-lhe com a possibilidade de ter d eencarar seus demônios abissais frutos de seus sentido eróticos – e a criança que é o Outro pára de sorrir, fica séria, preocupada, está a um passo do choro, da dor, do drama e da tragédia, que não se encontra no Próximo, mas em si mesmo, e que por perversão e prazer mórbidos, não divide com ninguém, carregando – ou se propondo a  carregar todda a Cruz da Humanidade Ocidental sobre seus ombros.
Aí: chora!
O choro é um pedido de perdão aos seus medonhos torturadores internos.
Já o Riso é o perdão que cada homem, com sua erótica -  vital - humanidade, porta consigo.
O Riso é absolvição.
Porta da Vida.
Porta aberta a si mesmo e ao Ouro.
Assim a pergunta inicial deveria ser: o que é mais difícil: perdoar ou culpar, absolver ou condenar?
Paz e humor para todos.